Pecuária

Inteligência artificial rastreia bovino ao consumidor final

0
Tecnologias trabalham em conjunto para oferecer total garantia, desde a pesagem até a desossa (Foto: Divulgação)

Um frigorífico brasileiro, chamado Frigol S.A., se tornou o primeiro do País a utilizar inteligência artificial para classificação das carcaças bovinas e a tecnologia blockchain para a rastreabilidade completa dos bovinos abatidos em suas unidades. Nesse caso, a carne bovina é rastreada desde o abate até o consumidor final. 

De acordo com o CEO Luciano Pascon, essa inovação insere a Frigol no universo da indústria 4.0 em que o acompanhamento do abate é realizado com segurança e transparência, proporcionando confiabilidade para os pecuaristas e completas informações sobre a origem e as características da carne para os consumidores.  

“Estamos integrando as modernas tecnologias aos nossos processos industriais. Os ganhos são de todos. De um lado, ajuda a fidelizar os fornecedores de bovinos, que podem acompanhar os abates em tempo real e com imagens, reforçando sua confiança nos dados coletados; de outro, proporciona informações detalhadas aos consumidores na hora de avaliar os cortes nos supermercados e intensifica a transparência para o varejo, o food service e os importadores das carnes Frigol”, comenta. 

Essa tecnologia envolve os conceitos de machine learning, IoT, big data e data science, com a segurança da tecnologia blockchain. “Essas tecnologias trabalham em conjunto para oferecer total garantia: da pesagem à desossa”, completa Orlando Negrão, diretor de operações da Frigol. 

Todo o processo dentro da indústria frigorífica é gerenciado por uma plataforma criada pela empresa EcoTrace, que usa módulos de internet das coisas (IoT), câmeras, sensores, balanças e leitores.  

Fonte: Agrolink

Inteligência artificial auxilia gestão do clima

Previous article

Estudo do Ministério da Economia sugere taxar alguns produtos da cesta básica

Next article

You may also like

More in Pecuária

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *